Asia Shipping utiliza contêineres NOR para driblar falta de equipamentos no mercado

Com este tipo de abordagem a companhia atende uma gama de setores como o automotivo, têxtil e eletroeletrônicos

A falta de contêineres no mercado marítimo continua sendo um desafio para grandes empresas na importação e exportação de produtos. Um levantamento da plataforma Windward, especializada em transporte marítimo, diz que um em cada cinco navios porta-contêineres em todo o mundo está parado do lado de um porto congestionado, sendo que 24,3% deles estão na China.

Para tentar amenizar esse cenário, a Asia Shipping, multinacional brasileira focada em agenciamento de cargas, está utilizando em algumas de suas operações contêineres do tipo NOR, ou seja, os mesmos usados na movimentação de cargas refrigeradas (reefer), porém com o motor desligado.

PUBLICIDADE

Portonave


“Com o aquecimento do mercado de carne, o reefer passou a ser bem utilizado no Brasil. Por isso passamos a utilizar o NOR com outros clientes com o intuito de reduzir prazos e inventários de equipamentos na hora de importar. Com este novo serviço, conseguimos atender uma gama de setores como o automotivo, têxtil e eletroeletrônicos, comenta Rafael Dantas, diretor comercial da Asia Shipping.

Neste ano, a empresa atingiu 30ª posição entre os maiores agentes de carga no mundo. Somente no ano passado, movimentou mais de 422 mil TEUs (contêineres de 20 pés), sendo o setor automotivo um dos destaques de 2021.

“Com esses novos tipos de abordagem, como a utilização de contêineres NOR, garantimos mais eficiência, assertividade e sinergia entre as equipes. Com a visibilidade da importação e exportação, conseguimos entender melhor a necessidade tanto do armador quanto do importador e oferecer sempre a solução mais adequada mesmo em momentos difíceis”, comenta Rafael Dantas, diretor comercial da companhia.


    GHT     Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios