Porto do Açu

Importação recorde de petróleo em dezembro

A China importou mais de 5 milhões de barris diários de petróleo em dezembro, um nível recorde que sinaliza o avanço do país no processo de recuperação econômica. Também representa um impulso das refinarias estatais para que haja reservas suficientes de combustível antes do feriado local do Festival de Primavera.
O salto das importações ocorreu durante um mês em que os preços de referência do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, na sigla em inglês) atingiram seu menor patamar em dois meses, a US$ 68,59 o barril, em 14 de dezembro. Muitos analistas preveem que os preços do WTI fiquem, em média, acima de US$ 80 o barril no primeiro trimestre de 2010. Assim, a China teria decidido importar mais petróleo agora, em vez de esperar e ter de pagar mais caro.
Dados preliminares da Administração Geral Alfandegária mostraram ontem que a China importou 21,26 milhões de toneladas de petróleo em dezembro, o equivalente a 5,03 milhões de barris por dia. Esses números são superiores às maiores importações até então, registradas em julho, quando o país comprou 19,63 milhões de toneladas de petróleo.
As importações de petróleo da China cresceram neste ano à medida que refinarias novas e ampliadas começaram a funcionar nas províncias de Fujian e Guangdong, no sul do país. A demanda por combustíveis permaneceu forte, diante do pacote de estímulo de 4 trilhões de yuans (US$ 585,5 bilhões) para recuperação da economia.
Em 2009, as importações de petróleo da China subiram 13,9% para 203,79 milhões de toneladas, ou 4,09 milhões de barris por dia, o que consolida o país como segundo maior importador mundial de petróleo no ano. A China ficou atrás apenas dos Estados Unidos e superou o Japão. No ano anterior, a China importou em média 3,6 milhões de barris por dia, enquanto o Japão respondeu por 4,15 milhões.
Minério. Sobre importações e exportações dos setores de siderurgia e mineração do país, a instituição informou que a China importou 62,16 milhões de toneladas de minério de ferro em dezembro do ano passado, 80% mais do que em igual mês de 2008 e o segundo maior volume já registrado pelo país.
As importações de minério cresceram 22% em dezembro, em comparação com novembro. Em 2009, a China importou 627,78 milhões de toneladas de minério de ferro, alta de 41,6% ante 2008. A China é o maior importador de minério de ferro do mundo e obtém a maior parte de seu abastecimento do Brasil, Austrália e Índia.
As exportações da China cresceram 17,7% em dezembro, mais do que se esperava, e deram fim a um ciclo de 13 meses de contração. Apesar da melhor demanda externa, o superávit comercial do país no ano passado teve a primeira queda em seis anos. As expectativas eram de que as exportações da China tivessem um ganho de 5%, segundo pesquisa da agência Dow Jones .
Imóveis. O governo chinês prometeu ontem não deixar que investimentos especulativos estrangeiros afetem seu mercado imobiliário. A decisão vai servir como diretriz para autoridades locais e ministérios, incluindo o Banco do Povo da China e a Comissão Regulatória de Bancos da China, traçarem medidas detalhadas.(Fonte: Jornal do Commercio/RJ/Com agências)

Priner     Terlogs     Mampaey     AAPA
             

Tche Digital

 

 

Sinaval

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios