Navalshore 2024

Wärtsilä e Grimaldi revelam sistema para filtrar microplásticos oceânicos

A Wärtsilä e o Grimaldi Group lançaram um sistema que usa água de lavagem de depuradores de gases de escape para combater microplásticos nos oceanos.

De acordo com a associação Plastic Europe, 368 milhões de toneladas de plástico foram produzidas em 2019 em todo o mundo e cerca de 3%, ou 11,4 milhões de toneladas, desse plástico acaba no oceano. Para lidar com a crescente quantidade de microplásticos nos mares do mundo, a Grimaldi desenvolveu e patenteou um sistema que filtra microplásticos da água de lavagem do lavador de circuito aberto.

A Wärtsilä, em parceria com o grupo napolitano, levará ao mercado o sistema de filtragem de microplásticos — que retém partículas de plástico antes que a água de lavagem seja devolvida ao oceano. A capacidade de filtrar microplásticos será um recurso integrado do futuro sistema de tratamento de água de lavagem da Wärtsilä.

PUBLICIDADE

Ecobrasil


O novo sistema requer poucas mudanças no procedimento a bordo e usa os recursos naturais de um lavador de circuito aberto para contribuir com a limpeza dos oceanos durante cada viagem. Atualmente, um motor de 10 megawatts exigirá que os lavadores processem aproximadamente 450m3 de água por hora, potencialmente resultando em uma grande quantidade de microplásticos sendo capturados da água do mar. De acordo com os primeiros resultados dos testes, o sistema é eficiente na captura de partículas menores que 10µm e a concentração capturada por volume é de cerca de 76 partículas/m3.

“Reduzir a poluição por microplásticos nos oceanos do mundo é um desafio importante e temos o prazer de fornecer uma solução para o setor de transporte marítimo. A ideia para esta tecnologia inovadora surgiu do reconhecimento de que os sistemas de limpeza de gases de escape de circuito aberto podem extrair água do mar para depuração de gases de escape e simultaneamente coletar microplásticos presentes nos oceanos como parte de sua operação normal”, comentou Emanuele Grimaldi, diretor administrativo do Grupo Grimaldi.

“Já concluímos o teste piloto deste sistema a bordo de uma de nossas embarcações implantadas entre Civitavecchia e Barcelona. Os resultados são promissores, com 64.680 partículas microplásticas coletadas em uma única viagem entre esses dois portos. Estamos felizes que a Wärtsilä também reconheça o potencial desse sistema e esperamos mais colaboração para combater os microplásticos em nossos oceanos”, acrescentou Grimaldi.

Tamara de Gruyter, presidente de sistemas marítimos da Wärtsilä, disse: “É um prazer continuar nosso longo relacionamento com a Grimaldi e anunciar esta inovação. Os microplásticos são um desafio ambiental urgente e estamos orgulhosos de trabalhar em conjunto com a Grimaldi para combater a limpeza dos oceanos. Ainda mais importante, a capacidade de capturar microplásticos mostra como os depuradores são uma plataforma para resolver uma ampla gama de desafios de sustentabilidade”.



Praticagem

   ATP    GHT    abtp
       

Hidroclean

 

 

Países Baixos

 

  Pesa   Assine Portos e Navios
       
       

© Portos e Navios. Todos os direitos reservados. Editora Quebra-Mar Ltda.
Rua Leandro Martins, 10/6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20080-070 - Tel. +55 21 2283-1407
Diretores - Marcos Godoy Perez e Rosângela Vieira