Equinor apresenta estratégia para acelerar sua transição

A Equinor apresentou nesta terça-feira (15) sua estratégia para acelerar a transição da empresa. A empresa pretende atingir uma redução de 40% na intensidade líquida de carbono até 2035, rumo ao objetivo de zerar emissões líquidas até 2050.

Outros objetivos são o aumento dos investimentos em energias renováveis e soluções de baixo carbono para mais de 50% dos investimentos anuais brutos até 2030, fluxo de caixa e retornos crescentes — esperando um fluxo de caixa livre de cerca de US$ 35 bilhões antes da distribuição de capital em 2021-2026 — e cerca de 12% de retorno sobre o capital médio empregado em 2021-2030.

A Equinor também pretende aumentar o dividendo trimestral em espécie para 18 centavos por ação e introduzir um novo programa de recompra de ações. “Nossa estratégia é apoiada por ações claras para acelerar nossa transição enquanto aumentamos o fluxo de caixa e os retornos. Estamos otimizando nosso portfólio de petróleo e gás para fornecer um fluxo de caixa e retornos ainda mais fortes com emissões reduzidas de produção, e esperamos um crescimento rentável significativo em energias renováveis e soluções de baixo carbono. Esta é uma estratégia para criar valor como líder na transição energética”, afirma Anders Opedal, presidente e CEO da Equinor.


Rimac


Priner     Terlogs     Mampaey     AAPA
             

Tche Digital

 

 

Sobena

 

  Stolthaven   Assine Portos e Navios