Acelen

Empresa Braskem prevê projeto de investimentos no porto de Aratu

A consolidação da Braskem como a principal petroquímica do País traz como reflexo o aumento dos investimentos da companhia. E o apetite por expansão desta nova gigante deverá contemplar a Bahia. De acordo com o secretário de Indústria e Comércio do Estado, James Correia, a Braskem deverá fazer investimentos da ordem de R$ 2 bilhões no Estado, em pelo menos três novos projetos.
O principal deles, já tornado público, é o de intervenção na estrutura do Porto de Aratu. Inicialmente orçado em R$ 400 milhões, a reestruturação do Porto de Aratu está condicionada a uma administração privada, que poderá ser definida através do modelo de concessão.
Os outros dois projetos são guardados a sete chaves e deverão ser divulgados posteriormente. A TARDE apurou que a Braskem deverá investir forte em novas tecnologias no Estado, inclusive na fabricação de componentes que vão ser usados em plataformas do pré-sal.
O secretário James Correia confirmou o interesse da empresa em projetos inovadores, ressaltando que a Braskem deverá investir R$ 20 milhões na implantação de um centro de pesquisa no Parque Tecnológico da Bahia.
O vice-presidente da Braskem, Manoel Carnaúba, é mais evasivo sobre os investimentos, mas garante que o Estado não será deixado de lado: “A Bahia é nossa sede, é onde temos os nossos principais ativos. Teremos condições para um crescimento muito importante”.
Rio e Pernambuco - O acordo fechado entre a Odebrecht e a Petrobras para a incorporação da Quattor e a criação de uma gigante na petroquímica brasileira incluiu a participação da Braskem como parceiro preferencial na implantação Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj) e do Complexo Petroquímico de Suape, em Pernambuco.
Com o acordo, a Braskem deve investir forte nestes dois novos empreendimentos industriais. O vice-presidente da Braskem, Manoel Carnaúba, explica que a companhia está estudando de que forma se dará esta participação nos dois novos complexos petroquímicos. “Com a musculatura que Braskem tem a partir de agora, todos os bons projetos tem muito mais chance de acontecer”, avalia.
Leia reportagem completa na edição impressa do Jornal A Tarde desta sábado, 23, ou, se você é assinante, acesse aqui a versão digital.(Fonte: A Tarde On Line/João Pedro Pitombo)


        Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios