Anuncie na Portos e Navios

VLI inicia testes de operação semiautônoma de trens na Ferrovia Centro-Atlântica

Estimativa é de alcançar economia de combustível de até 7%

A VLI, operadora ferroviária, expandiu o projeto Leader, criado para buscar o melhor desempenho de eficiência energética e, diretamente, também contribuir para a redução de emissão de CO2 para seus os corredores Sudeste e Leste, na Ferrovia Centro-Atlântica. Inicialmente, no segundo semestre de 2022, 51 locomotivas com esta tecnologia de assistente de condução passaram a circular no Corredor Norte do país, trecho que liga Porto Nacional (TO) ao sistema portuário de São Luíz (MA). Somam-se a elas outras 110 locomotivas no Corredor Sudeste e 29 no Leste, totalizando 190 com esse sistema.

Por meio deste software, quando o trem atinge velocidade superior a 8 km/hora, o maquinista pode habilitar a condução semiautônoma. O gerente-geral de Engenharia, Desenvolvimento e Tecnologia Operacional da VLI, Cesar Toniolo, ressalta que o Leader integra a estratégia de descarbonização da empresa. “Esta tecnologia permite a identificação de fatores operacionais que habilitam a sua condução de forma mais eficiente, reduzindo o consumo de combustíveis fósseis”.

PUBLICIDADE


Ele afirma que é estimada uma economia de combustível em 7% nos Corredores Leste e Sudeste e de 3,5% no Corredor Norte. A expectativa é de que estas metas já possam ser alcançadas em 2024, a partir do aperfeiçoamento contínuo da tecnologia. “O programa passou por adaptações para as especificidades da ferrovia da companhia e a cada teste são feitas melhorias contínuas no sistema, para cada aprimorá-lo sempre mais. O projeto está em fase de validação e adaptação à realidade operacional da VLI”, explica.

Segundo ele, o maquinista segue essencial na operação do trem. “Ele é responsável por supervisionar a operação do assistente e retomar o controle quando necessário. Cabe a ele assumir o controle do trem em caso de qualquer variável não planejada durante a circulação da composição, garantindo a segurança do sistema ferroviário, bem como executando os procedimentos operacionais de parada ou alertas da passagem do trem”.

Nesta primeira etapa de implantação, a previsão é de que o sistema seja instalado em 226 locomotivas responsáveis pelos principais fluxos da VLI, dentro dos Corredores Norte, Leste e Sudeste. O Leader ainda viabilizará a redução de desgaste de material rodante e o aumento da segurança nas operações ferroviárias.



Intermodal

      GHT    Antaq
       

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios
       
       

© Portos e Navios. Todos os direitos reservados. Editora Quebra-Mar Ltda.
Rua Leandro Martins, 10/6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20080-070 - Tel. +55 21 2283-1407
Diretores - Marcos Godoy Perez e Rosângela Vieira