Navalshore 2023

Keppel obtém US$ 2,8 bilhões em encomenda da Petrobras

A Petrobras assinou um contrato com o Estaleiro Keppel para a construção do FPSO P-83, como resultado do avanço do projeto de desenvolvimento do campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos, no Brasil.

Conforme detalhado pela Petrobras, a P-83 terá capacidade para produzir até 225 mil barris de petróleo por dia (bpd), processar até 12 milhões de m3 de gás por dia e armazenar mais de 1,6 milhão de barris . Estará entre as maiores unidades de produção flutuantes do mundo.

Em um comunicado separado, a Keppel informa que a encomenda representa um investimento de cerca de US$ 2,8 bilhões. Esta é uma encomenda repetida para a Keppel, seguindo a do FPSO P-80 feito pela Petrobras em agosto deste ano. O P-83 será idêntico ao P-80 em especificações e metodologia de execução, revela a Keppel.

PUBLICIDADE

Portonave


O projeto envolvendo este último pedido prevê a interligação de 15 poços, sendo 8 produtores de petróleo e 7 injetores. A plataforma será a décima primeira unidade a ser instalada em Búzios. A Petrobras é a operadora deste campo com 92,6% de participação, tendo como sócios CNOOC e CNODC, com 3,7% cada.

A fabricação dos módulos topside será replicada nas instalações da Keppel O&M em Cingapura, China e Brasil, enquanto a construção do módulo de casco e acomodação será feita pela CIMC Raffles na China. A integração dos componentes separados será realizada em Cingapura, com a fase final dos trabalhos de comissionamento offshore realizados pela Keppel O&M quando o FPSO chegar ao campo de Búzios.

A embarcação iniciará a produção em 2027 e contribuirá para aumentar a capacidade instalada do campo dos atuais 600 mil bpd para 2 milhões de bpd.

A P-83 faz parte da nova geração de plataformas da empresa, com alta capacidade de produção e tecnologias para redução de emissões de carbono . A plataforma usará a tecnologia de flare fechado, que aumenta o uso do gás e evita que ele seja queimado na atmosfera.

Outra inovação será o sistema de detecção de gás metano , capaz de atuar para prevenir ou mitigar o risco de vazamentos desse composto, segundo a Petrobras.

A plataforma também será equipada com tecnologia CCUS – Captura, Uso e Armazenamento Geológico de CO2.

A P-83 também será equipada com tecnologia de gêmeos digitais, que consiste na reprodução virtual da plataforma, permitindo diversas simulações remotas e testes operacionais.



        GHT     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios