Remessa Online

Petrobras anuncia descoberta de óleo em águas rasas em Campos

Poço deve iniciar produção ainda neste ano e faz parte de nova estratégia da companhia
A Petrobras concluiu a perfuração do poço exploratório 4-PM-53 em águas rasas (200 metros) no pós-sal da Bacia de Campos. A descoberta abre uma importante frente exploratória à Leste das concessões de Pampo e Bicudo. O volume de óleo recuperável é estimado em 25 milhões de barris. Em razão da qualidade e da espessura do reservatório, estima-se que a vazão de óleo do poço será de cerca de três mil barris por dia.
Perfurado a seis quilômetros da PPM-1 (Plataforma de Pampo), com o poço constatou-se uma coluna contínua de 128 metros de óleo de 20 graus API nos calcários albianos em reservatórios de ótimas características de porosidade e permeabilidade. Como no local já existe infraestrutura de produção instalada, a Petrobras afirma que o poço irá iniciar a produção ainda este ano. Estuda-se a sua interligação com a plataforma PPM-1 ou com a plataforma P-7, produtora no campo de Bicudo.
Segundo a estatal, a descoberta faz parte da estratégia da empresa de intensificar os trabalhos próximos a campos em produção, e visa a aproveitar a capacidade das instalações existentes, diminuir os custos e agilizar a produção de novos volumes de óleo. A companhia afirma que pretende perfurar novos poços na região.
A descoberta anunciada faz parte de uma nova estratégia adotada pela Petrobras para agilizar o início da produção em pequenos reservatórios potenciais localizados próximos a áreas com infraestrutura já instalada, disse o gerente de planejamento da área de Exploração e Produção da estatal, Mauro Santana.
Segundo ele, pelo menos 20 pontos já foram localizados na Bacia de Campos para servirem a esta estratégia e deverão ser perfurados ao longo de 2010, para começarem a produzir em poucos meses após sua descoberta ter sido confirmada. Estas áreas estão localizadas principalmente no entorno de grandes campos da Petrobras, como Marlim, ou Marlim Sul. "Com a utilização da estrutura instalada, ganhamos tempo para acelerar o desenvolvimento de uma área e iniciar a produção num prazo recorde", comentou, destacando que a descoberta realizada na quinta-feira poderá estar produzindo já no final do ano.
Isso será possível porque a área do novo reservatório está localizada próxima a dois campos de pequena produtividade da Petrobras: Pampo e Bicudo, que produzem juntos um total de 25 mil barris e mais oito milhões de metros cúbicos de gás natural por dia, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo. "Vamos utilizar a estrutura ociosa da P-7 (instalada no campo de Bicudo) para extrair e processar o óleo do novo reservatório", relatou. Considerada de pequeno porte, o novo reservatório poderá produzir em torno de três mil barris por dia.
O programa para agilizar a operação em áreas de pequeno porte e com infraestrutura já instalada deverá contribuir para evitar a queda na produção anual da Petrobras, que atinge a 10% do volume, por conta de reservatórios que entraram em declínio. Além desta estratégia, a companhia tem adotado outras também sobre reservatórios de pequeno porte, como a identificação de novas fronteiras exploratórias e também a recuperação de campos maduros. "É claro que a companhia tem como prioridade os grandes reservatórios, mas tem obtido bons resultados com estes projetos estratégicos", comentou Santana.(Fonte: Jornal do Commercio/RS)


Pesa

        Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios