Remessa Online

Quip oficializa o início da implantação do canteiro de obras da P-63

O diretor de suporte corporativo à gestão da Quip, Marcos Reis, esteve reunido, na tarde da última quarta-feira, com o superintendente do Porto do Rio Grande, Jayme Ramis, para oficializar o início da implantação do canteiro de obras para a construção da plataforma P-63, em área junto ao Porto Novo do Rio Grande. A obra, orçada entre R$ 15 e 20 milhões, deverá levar de 8 a 12 meses para ser concluída para posteriormente ser dado início à construção da P-63.
A Quip, consórcio formado pelas empresas Queiroz Galvão, UTC Engenharia, Camargo Corrêa, Iesa e PJMR, através de sua afiliada Rig Oil & Gas Contractors, assinou, no final de janeiro deste ano, contrato com a Petrobras para a construção da plataforma P-63, no valor de US$ 1,3 bilhão. No entanto, antes mesmo de assinar o contrato, a Quip já estava preparando sua área para construção naval com a demolição de antigos armazéns que pertenceram a Bunge Fertilizantes. Essa etapa está na fase final, devendo em breve o novo espaço ganhar piso, tubulações, entre outras estruturas necessárias para a construção da plataforma.
As estruturas já existentes na área da Quip que foram utilizadas na construção da P-53, como refeitório, vestiários e banheiros, serão reaproveitadas. No entanto, ainda deverá ser elaborado um estudo para verificar a necessidade de ampliar a estrutura existente visando ao atendimento a 2,5 mil trabalhadores.
Conforme Reis, com a execução da P-63, junto com a da P-55 em andamento na área do dique seco, deverão ser gerados de quatro a cinco mil postos de trabalho. O superintendente do Porto do Rio Grande comemorou a notícia e salientou que Rio Grande, mais uma vez, está destacando-se no cenário nacional e internacional através de seu porto que tem sido o principal responsável pela atração de grandes empreendimentos que estão instalando-se no Estado.
A Quip vai construir em Rio Grande os módulos de processo e completará a integração desses módulos no casco do navio BW Nisa, que será convertido em plataforma no exterior em parceria com o Grupo BW Offshore. A P-63 é uma plataforma do tipo FPSO e irá operar no Campo de Papa Terra, na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro, com capacidade para processar 140 mil barris/dia de petróleo e de compressão de gás de 1 milhão de Nm3/dia.(Fonte: Jornal Agora/Rio Grande,RS)


Pesa

        Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios