Navalshore 2024

Wilson Sons inicia operação do rebocador 'WS Rosalvo' no Porto do Açu

"WS Rosalvo" é a terceira embarcação construída, no estaleiro da empresa, capaz de reduzir em até 14% emissão de gases de efeito estufa

A Wilson Sons iniciou as operações do seu novo rebocador, o "WS Rosalvo", no Porto do Açu, em São João da Barra (RJ), em evento realizado na quinta-feira (27). Esta é a terceira de uma série de seis novas embarcações mais sustentáveis construídas nos estaleiros da companhia, no Guarujá (SP), no complexo portuário de Santos.

O novo design hidrodinâmico melhora a eficiência do casco e permite reduzir em até 14% o consumo de combustível e, consequentemente, as emissões de gases de efeito estufa. Os rebocadores são os primeiros, no Brasil, com o padrão Tier III, da Organização Marítima Internacional (IMO), que atesta a redução de pelo menos 70% de óxidos de nitrogênio, contribuindo para a melhoria da qualidade do ar nos portos onde operam. Esse padrão é exigido somente para áreas de controle de emissão, como é o caso de algumas regiões da América do Norte e Europa, e foi voluntariamente adotado pela Wilson Sons.

O "WS Rosalvo", da classe RSD 2513, tem notação escort tug e equipamento de combate a incêndio certificado FIFI-1, com vazão de 2.400m³ de água por hora. Seu design é da Damen Shipyards e possui 24 metros de comprimento e 13 metros de boca (largura). A embarcação opera avante e a ré com a mesma eficiência, podendo ser usada tanto em manobras portuárias quanto em rebocagem oceânica. O bollard pull é de mais 90 toneladas, fazendo do novo rebocador o mais potente em operação no Brasil, ao lado do "WS Centaurus" e do "WS Orion".

PUBLICIDADE

Ecobrasil


Os três rebocadores possuem as mesmas características e passa a integrar a frota de 81 rebocadores da companhia. Os dois primeiros novos rebocadores, que entraram em operação em julho e em outubro do ano passado, respectivamente, já realizaram, no total, cerca de 650 manobras.

Com a entrega do "WS Rosalvo", a Wilson Sons chega à marca de 151 embarcações construídas em seus estaleiros. Todos estes rebocadores foram construídos com recursos do Fundo da Marinha Mercante (FMM), e tiveram como agente financeiro o BNDES.

“O "WS Rosalvo" demonstra a relevância da inovação e da sustentabilidade para a Wilson Sons, reafirmando o pioneirismo da companhia, no mercado brasileiro, com projetos modernos na construção e operação dos novos rebocadores, cada vez mais necessários diante de uma demanda crescente nos portos por embarcações mais potentes para atender grandes navios de maneira mais sustentável”, afirma Márcio Castro, diretor-executivo de Rebocadores da Wilson Sons.



Praticagem

   ATP    GHT    abtp
       

Hidroclean

 

 

Países Baixos

 

  Pesa   Assine Portos e Navios
       
       

© Portos e Navios. Todos os direitos reservados. Editora Quebra-Mar Ltda.
Rua Leandro Martins, 10/6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20080-070 - Tel. +55 21 2283-1407
Diretores - Marcos Godoy Perez e Rosângela Vieira