Great Ocean

Exxon reduz projeção de preço de barril do petróleo para média de US$ 50 a US$ 55 até 2025

A petrolífera americana Exxon reduziu sua expectativa de preços para os próximos sete anos, segundo documentos internos da companhia a que o "The Wall Street Journal" teve acesso. A empresa prevê que o preço do petróleo Brent fique em média entre US$ 50 e US$ 55 nos próximos cinco anos e depois suba para US$ 60 em 2026 e 2027.
Durante o planejamento financeiro interno realizado no início do segundo semestre, a Exxon adotou um cenário mais pessimista para os preços, cortando os valores futuros do petróleo entre 11% a 17% para cada um dos próximos sete anos, segundo os documentos, datados de setembro.

Em 2019, a Exxon havia projetado internamente que os preços do petróleo Brent iriam ficar na média de US$ 62 por barril pelos próximos cinco anos antes de aumentar para US$ 72 em 2026 e 2027.

A redução considerável sugere que a gigante do petróleo americano espera que os efeitos da pandemia do coronavírus se estendam por quase dez anos.
O setor de combustíveis fósseis também terá que competir com o aumento da participação de fontes renováveis de energia e veículos elétricos, assim como com o potencial aumento de regulação de mudanças climáticas em todo mundo.

Diferentemente de suas concorrentes, a Exxon não divulga seus expectativas internas de preços de commodities. Alguns investidores têm pressionado a Exxon a divulgá-los, argumentando que essas projeções são essenciais para a compreensão dos planos da companhia e para o valor futuro de seus ativos.



Fonte: Valor


Marintec Navalshore