Navalshore 2024

Agentes esperam diálogo aberto com Secretaria de Portos para destravar pautas mais urgentes

Associações avaliam que nomeação de Fabrizio Pierdomenico, publicada nesta sexta-feira (3), traz perfil técnico com experiência de governo e conhecimento da iniciativa privada


 Entidades setoriais esperam que a confirmação do comando da Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários (SNPTA) comece a destravar a pauta dos temas mais urgentes da navegação doméstica e do comércio exterior brasileiro. Há expectativa entre os agentes que o secretário Fabrizio Pierdomenico, mantenha um diálogo aberto com as principais demandas do setor. A percepção de associações ouvidas pela Portos e Navios é que Pierdomenico possui perfil técnico, além de ter experiência com as passagens no governo e com a prestação de consultorias à iniciativa privada. A indicação ocorreu em janeiro, no início do governo Lula (PT), mas foi confirmada apenas nesta sexta-feira (3), com a publicação no Diário Oficial.

A Associação Brasileira dos Terminais Portuários (ABTP), que representa terminais arrendados e de uso privado (TUPs), aguardava a confirmação do nome, considerado uma escolha qualificada, o que favorece a abertura de diálogo. “Uma pessoa que conhece o setor, já trabalhou com o governo anteriormente e prestou consultoria na iniciativa privada. Se tem uma pessoa que conhece detalhes sobre porto e questões técnicas, sem dúvida, ele conhece”, comentou o diretor-presidente da ABTP, Jesualdo Silva.

Em nota, a Associação de Terminais Portuários Privados (ATP) informou que está feliz com a nomeação de Fabrizio Pierdomenico como novo secretário nacional de portos e transportes aquaviários. "Ele tem um perfil altamente técnico, muito competente e atua na área há muito tempo como consultor, além de ter experiência também na antiga Secretaria de Portos e, no Porto de Santos, como diretor. Tem todos os requisitos necessários para fazer uma boa gestão", destacou o diretor-presidente da ATP, Murillo Barbosa.

Para a Associação Brasileira dos Terminais de Contêineres (Abratec), a escolha feita pelo ministro Marcio França (PSB) para a SNPTA não poderia ser mais acertada. A associação lembrou que Pierdomenico tem amplo conhecimento do setor portuário brasileiro, tendo ocupado cargos relevantes na gestão de órgãos públicos. "Temos confiança que sua experiência e conhecimento resultem em melhorias para nosso setor", comentou o diretor-executivo da Abratec, Caio Morel.

A Associação Brasileira de Terminais e Recintos Alfandegados (Abtra) desejou boas-vindas e avalia que Pierdomenico reúne conhecimento que pode contribuir com o setor portuário, em especial com o Porto de Santos, que enquanto maior porto da América Latina depende muito de aumentar sua eficiência. O presidente do conselho da Abtra e diretor-presidente da Transbrasa, Bayard Umbuzeiro, vê o novo secretário como um nome qualificado que, enquanto consultor portuário, demonstrou qualidade e entendimento das principais dificuldades enfrentadas em Santos e nos demais portos brasileiros.

A Federação Nacional das Operações Portuárias (Fenop) observou assertividade na nomeação do secretário, desde o momento em que foi anunciado, em janeiro. "Reafirmamos tal posicionamento, destacando que esperamos os avanços nos diálogos, tendo em vista que o novo secretário é profundo conhecedor do segmento e já agendou a primeira reunião com as entidades privadas do setor portuário, incluindo a Fenop. Assim está demonstrando agilidade e disponibilidade para os diálogos", disse o presidente da Fenop, Sérgio Aquino.

A Associação Brasileira dos Armadores de Cabotagem (Abac) manifestou que vê com muito bons olhos a nomeação de Pierdomenico, que já teve uma passagem na então Secretaria Especial de Portos (SEP), onde desempenhou trabalho relevante. A Abac destacou que, de volta ao governo como secretário, e com o apoio da diretoria de navegação e hidrovias, Pierdomenico poderá contribuir para bons resultados ao setor. A associação espera que a cabotagem possa ser ouvida pela pasta. "O setor acredita que agora, com a composição do ministério completo no tocante à navegação, poderemos dar os passos necessáiros para fortalecimento e maior no transporte doméstico", disse o diretor-executivo da Abac, Luís Fernando Resano.

A Associação Brasileira dos Usuários de Transportes e da Logística (Logística Brasil) considera importante que a SNPTA desempenhe um trabalho técnico e se atente às necessidade dos usuários da cabotagem e do longo curso, estimulando a concorrência e novos players, para que não fique um mercado reduzido a poucas empresas. "Esperamos que ele faça um trabalho técnico, para desenolver nossos portos, a cabotagem, a navegação de longo curso e o comércio exterior, sem ceder às investidas de lobbies que venham a prejudicar usuários e provoquem concentração de mercado", comentou o diretor-presidente da associação, André de Seixas. Ele chamou atenção à necessidade de apoio à agenda pró-regulação setorial, a fim de fortalecer as agências ligadas à pasta.

PUBLICIDADE

MCI




      GHT    Antaq
       

 

 

Anuncie PN

 

  Pesa   Assine Portos e Navios
       
       

© Portos e Navios. Todos os direitos reservados. Editora Quebra-Mar Ltda.
Rua Leandro Martins, 10/6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20080-070 - Tel. +55 21 2283-1407
Diretores - Marcos Godoy Perez e Rosângela Vieira