MSC

VLI e Tora iniciam serviço de movimentação de cargas da Braskem

Operação com potencial para 225 mil toneladas anuais conta com rodovia e ferrovia para otimizar o transporte de polímeros em contêineres, interligando as regiões Sudeste e Nordeste

A VLI iniciou, em parceria com a Tora, um novo serviço de movimentação de produtos da Braskem, em contêineres. A nova operação combina o uso de caminhões e trens. O trajeto contempla aproximadamente 1.650 quilômetros de trechos de ferrovia entre os polos industrializados de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG), e Camaçari (BA).

A complementação do deslocamento, executada pela Tora, via modal rodoviário, possibilita a interligação entre os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia. A Braskem recebe e envia polietileno e polipropileno – polímeros termoplásticos amplamente utilizados na produção de peças plásticas –, a partir da nova rota.

Para a Braskem, a criação de mais uma opção de transporte para as suas resinas está alinhada à sua estratégia de diversificação da matriz logística e a busca por altas taxas de confiabilidade. Por meio da operação multimodal – que consiste no mix entre modal ferroviário e o rodoviário – a companhia diminui sua exposição à acidentes e à menor disponibilidade de veículos devido às safras e outros fatores externos.


Rimac


Solução logística integrada

Além do gerenciamento da frota de caminhões dedicados a este novo fluxo, a Tora disponibiliza os contêineres e um de seus terminais multimodais, situado em Contagem, onde são realizados os serviços de armazenagem, ovação e desova dos produtos, além do carregamento e a descarga dos contêineres nos vagões da VLI. “Identificamos movimentações regulares entre empresas dessas regiões. São players dos setores automobilístico, químico e industrial. Acreditamos que essa solução multimodal quebra o status quo e será uma alternativa viável ao serviço rodoviário. Além de diversificar a matriz logística do país”, explica João Turano, gerente Comercial da Tora.

O modal ferroviário, sob gestão da VLI, conta com três composições constituídas por duas locomotivas e 31 vagões cobrindo o percurso todos os meses. “Essa parceria representa bem o conceito da VLI de transformar a logística do país utilizando a integração entre os modais. A ferrovia é o melhor formato para distâncias longas e grandes volumes. Junto com a Tora podemos entregar mais eficiência e menor impacto ambiental, principalmente para o Polo Petroquímico de Camaçari, onde estão instaladas importantes empresas dos mais variados setores”, destaca Erico Gomes, Gerente de Contas da VLI. O potencial de movimentação é de aproximadamente 225 mil toneladas de carga por ano.





Cash Computadores

Allonda

Navalshore

Priner fundo transp Terlogs
  Mampaey     Assine Portos e Navios

  Antaq

 

 

  Anuncie PN

 

Tche Digital

 

 

Catálogo da Indústria Marítima

 

Sinaval   CBO