A armadilha do tempo

Apesar do título aparentemente filosófico, este artigo trata do plano de digitalização e automação nos processos de produção de petróleo e gás em alto-mar, com interligação de unidades flutuantes por fibra óptica, anunciado no final de agosto pela Petrobras. O objetivo é aumentar o valor desses ativos, criando uma rede privativa de Internet das Coisas (IOT) com tecnologia 5G e através de 1.600 km de fibra submarina interligando 29 plataformas de produção e 17 unidades em terra.

Restrito a assinantes


        GHT     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios