Wärtsilä lança a primeira planta de geração de energia em grande escala preparada para hidrogênio

O grupo tecnológico Wärtsilä lançou nesta quarta-feira (19) a primeira planta de geração de energia do mundo em grande escala, 100% preparada para hidrogênio, que permitirá os sistemas de energia com emissões líquidas zero.

O World Energy Outlook 2023 da IEA mostra que o hidrogênio é um componente essencial dos futuros sistemas de energia. De acordo com o relatório, o caminho para atingir emissões líquidas zero até 2050 requer que 17 Mt (milhões de toneladas) de hidrogênio sejam consumidos na geração de energia em 2030, atingindo 51 Mt até 2050.

A implantação de energias renováveis em todo o mundo deverá duplicar até ao final desta década, criando as condições adequadas para que o excesso de eletricidade limpa seja utilizado na produção de combustíveis neutros em carbono, à base de hidrogênio, e para permitir sistemas de energia 100% renováveis.

PUBLICIDADE

MCI


Contudo, a expansão das energias renováveis por si só não é suficiente para atingir as metas globais de emissões de carbono. Soluções flexíveis de geração de energia, como plantas de geração, são necessárias para equilibrar as flutuações das fontes de energia renováveis. É crucial que essas soluções sejam preparadas para o futuro e estejam prontas para funcionar com combustíveis sustentáveis para descarbonizar totalmente o setor energético.

A Wärtsilä está respondendo a essa necessidade por meio de sua nova planta de geração com motores preparados para hidrogênio, que pode ser convertida para funcionar com 100% desse combustível. A nova central elétrica é um passo significativo, além da tecnologia existente, que pode funcionar com gás natural e misturas de 25% em volume de hidrogênio.

Anders Lindberg, presidente da Wärtsilä Energy, disse: “Não alcançaremos as metas climáticas globais nem descarbonizaremos totalmente nossos sistemas de energia sem uma geração de energia flexível e com emissão de carbono zero, que pode aumentar e diminuir rapidamente para apoiar as energias eólica e solar intermitentes.

“Devemos ser realistas de que o gás natural irá desempenhar um papel nos nossos sistemas de energia por muitos anos. Os motores flexíveis de combustível podem usar gás natural hoje para fornecer flexibilidade e equilíbrio, permitindo que a energia renovável prospere. Eles podem, então, ser convertidos para funcionar com hidrogênio quando este estiver prontamente disponível, preparando o caminho para o futuro até o net zero.

A plataforma do motor Wärtsilä 31, na qual se baseia a planta de geração de energia preparada para hidrogênio, é considerada a mais eficiente do mundo. Ela sincroniza com a rede dentro de 30 segundos a partir do comando de partida, garante a segurança energética através da flexibilidade de combustível e oferece capacidade de acompanhamento de carga e alta eficiência de carga parcial. Completou mais de um milhão de horas de funcionamento, com mais de 1.000MW de capacidade instalada globalmente.

O conceito de usina de motor 100% preparada para hidrogênio da Wärtsilä, baseado na plataforma de motor Wärtsilä 31, foi certificado pela TÜV SÜD. A certificação H2-Readiness da TÜV SÜD consiste em três estágios com três certificados correspondentes. A Wärtsilä alcançou agora a primeira etapa com um Certificado de Conceito para o projeto conceitual de seu motor. Espera-se que o motor 100% pronto para hidrogênio esteja disponível para pedidos em 2025 e para entrega a partir de 2026.



      GHT    Antaq
       

 

 

Anuncie PN

 

  Pesa   Assine Portos e Navios
       
       

© Portos e Navios. Todos os direitos reservados. Editora Quebra-Mar Ltda.
Rua Leandro Martins, 10/6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20080-070 - Tel. +55 21 2283-1407
Diretores - Marcos Godoy Perez e Rosângela Vieira