Falta de biocombustíveis sustentáveis no mercado europeu pode atrasar metas de descarbonização no transporte marítimo

Um relatório da organização não governamental Transport & Environment (T&E) destacou preocupações sobre a disponibilidade limitada de biocombustíveis “verdadeiramente sustentáveis” nos mercados europeus. Segundo o artigo, a escassez desses biocombustíveis poderá dificultar os esforços de descarbonização no setor de transporte marítimo.

A European Federation for Transport and Environment, comumente referida como Transport & Environment, é um guarda-chuva europeu para organizações não-governamentais que trabalham na área de transporte e meio ambiente.

"A expectativa é de que os biocombustíveis verdadeiramente sustentáveis não estejam disponíveis em quantidade suficiente para atender aos ambiciosos mandatos da União Europeia para descarbonizar o setor de transportes no longo prazo", destacou a organização.

PUBLICIDADE

MCI


Matérias-primas como óleo de cozinha usado têm volumes restritos nos mercados nacionais, enquanto outras opções, como resíduos florestais, exigem processamento mais avançado e possuem um índice de carbono mais elevado.

Diante desse cenário, o transporte marítimo deveria focar em alternativas como o hidrogênio renovável e combustíveis eletrônicos para reduzir as emissões de gases de efeito estufa. O T&E enfatizou que esses combustíveis de hidrogênio serão essenciais não apenas para o transporte marítimo, mas também para a aviação.



      GHT    Antaq
       

 

 

Anuncie PN

 

  Pesa   Assine Portos e Navios
       
       

© Portos e Navios. Todos os direitos reservados. Editora Quebra-Mar Ltda.
Rua Leandro Martins, 10/6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20080-070 - Tel. +55 21 2283-1407
Diretores - Marcos Godoy Perez e Rosângela Vieira