Wilson Sons

Empresas se posicionam e agentes discutem modelo para viabilizar implantação de projetos eólicos offshore

O desenvolvimento de parques eólicos offshore em águas jurisdicionais brasileiras tem um caminho a ser percorrido para reduzir a insegurança jurídica dos projetos. Agentes setoriais acreditam que a desburocratização do processo e ganhos de escala vão contribuir para viabilizá-los, atraindo mais players e gerando serviço e encomendas para a indústria nacional em diferentes áreas de negócios. Além da geração de energia em alto-mar, atividades secundárias, como dessalinização e hidrogênio verde, devem aumentar as demandas de suporte e construção. Grandes empresas do setor de energia vêm se reposicionando e olhando para essas novas fontes. Para a indústria naval, eólicas offshore também podem provocar pedidos de modificação de embarcações existentes para apoio às instalações no mar.

Restrito a assinantes


        Antaq     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios