Aditivo projeta maior aporte para o terminal

A dragagem do Porto do Mucuripe, com expectativas para terminar em janeiro de 2011, pode ainda ganhar uma nova etapa, prevista em contrato firmado com a construtora executora do projeto Bandeirantes Dragagens e Construções.

O adicional prevê a aplicação de até 25% (ou R$ 13,6 milhões) a mais do custo total da obra, orçada em R$ 54,6 milhões para melhorias no Porto.

De acordo com o supervisor de operações da empresa executora da obra, Rodrigo Rezende, a nova etapa ainda em fase de avaliação pela Secretaria dos Portos e Companhia Docas, consiste em trabalhos que devem facilitar ainda mais a manobra de navios no terminal portuário. "A Companhia Docas tem ideia de alargar o canal para navios ainda maiores, além de aprofundar para 15 metros. Seriam mais 1,2 milhão de m³", explica. Ainda de acordo com Rezende, a novo trabalho demandaria mais um mês de atividades na orla de Fortaleza.

Dragas

A operação de dragagem do Porto do Mucuripe só é possível pelo apoio de duas embarcações, a draga Seaway e a Mersey. A primeira delas é a de segunda maior capacidade em atuação no Brasil, com potencial para retirar até 14 mil m³ de sedimentos de uma só vez do fundo do mar.

A Seaway faz a maior parte do trabalho da dragagem. "Ela faz cerca de 12 viagens diárias, c retirando o material do Mucuripe e despejando cerca de 8km da origem. O trajeto dura em torno de duas horas", explica Rezende.

Desde setembro em Fortaleza, a embarcação da empresa holandesa Royal Boskalis, que presta serviço à Bandeirantes, conta com 27 tripulantes de cinco nacionalidades: filipinos, lituanos, russos, brasileiros e holandeses.

Já a draga Mersey faz o trabalho de acabamento da obra, retirando sedimentos que a Seaway não consegue. Ela conta com 36 tripulantes, todos brasileiros. De menor porte, a Mersey utiliza tecnologia inferior ao navio draga Seaway.

412 MIL TONELADAS
Movimentação bate recorde

Pela segunda vez consecutiva, o Porto de Fortaleza supera a movimentação de cargas em um só mês ao atingir em outubro de 2010 marca dos 412,8 mil toneladas de cargas importadas e exportadas.

No acumulado do ano, de janeiro a outubro, o Porto de Fortaleza movimento 3,5 mil toneladas, 24,53% a mais que o mesmo período de 2009. Até o final do ano, a expectativa do Porto de Fortaleza é superar os 4 milhões de toneladas de cargas movimentadas, entre importação e exportação. Do total movimentado apenas neste mês de outubro de 2010, que foi 25,06% a mais que o volume movimentado em outubro do ano passado, 149 mil toneladas foram de carga geral, com destaque para cimento, arroz e produtos siderúrgicos. Ainda sobre a movimentação de outubro, 199 mil toneladas foram de granel líquido, com destaque para óleo diesel, gasolina e petróleo cru; e 64 mil toneladas de granel sólido, com destaque para trigo e enxofre.

Fonte: Diário do Nordeste (CE)/GUSTAVO DE NEGREIROS



      GHT    Antaq
       

 

 

Anuncie PN

 

  Pesa   Assine Portos e Navios
       
       

© Portos e Navios. Todos os direitos reservados. Editora Quebra-Mar Ltda.
Rua Leandro Martins, 10/6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20080-070 - Tel. +55 21 2283-1407
Diretores - Marcos Godoy Perez e Rosângela Vieira