Navalshore 2024

Alagoas terá investimento de R$ 50 bi para aplicação no Novo PAC

Na área de portos e aeroportos, estado terá obras para destravar logística e atrair turistas

O novo Programa de Aceleração ao Crescimento do Brasil (PAC) desembarcou nesta segunda-feira (30) em Alagoas. O estado receberá nos próximos anos investimentos de aproximadamente R$ 50 bilhões em obras estruturantes para impulsionar a economia local e o desenvolvimento turístico no Nordeste. Desse total, já foram alocados R$ 15,4 bilhões, recursos que tiveram parceria com setores privados, estados, municípios e movimentos sociais.

No eixo transporte eficiente e sustentável, o investimento em rodovias, ferrovias, portos, aeroportos e hidrovias vão reduzir os custos da produção nacional para o mercado interno e aumentar a competitividade do Brasil no exterior.

PUBLICIDADE

MCI


Na área de portos, o Novo PAC contempla projetos de arrendamento de terminais no Porto de Maceió, denominados MAC10, MAC11, MAC11A, MAC12, MAC13 e MAC15, por meio de Programa de Parceria de Investimento (PPI), atendendo a uma necessidade do estado para aprimorar a logística de cargas e a armazenagem de produtos como sal, açúcar e combustíveis. Entre os arrendamentos vigentes e os novos previstos, no modal portuários, o PAC Alagoas terá investimento de R$ 192 milhões.

O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, destacou a importância e o comprometimento dos agentes públicos e privados na captação e alocação de recursos para gerar emprego e renda aos brasileiros. “Sob orientação do presidente Lula, estamos trabalhando em parceria no sentido de garantir investimento em infraestrutura que são fundamentais para o crescimento econômico do estado. Vamos tocar todos os empreendimentos previstos no programa, para atrair turistas, garantir emprego e renda para a população”, argumentou.

Durante a cerimônia de Lançamento do Novo PAC, Silvio Costa Filho lembrou que o Porto de Maceió é uma das prioridades da pasta. “Assim que nós assumimos o Ministério de Portos e Aeroportos (MPor), eu conversei com o presidente Lula, com o ministro Rui Costa, para que a partir desse ano a gente possa dar autonomia ao Porto de Maceió. A autonomia do porto vai ser fundamental para o desenvolvimento do estado e para ajudar no escoamento da produção e para trazer mais investimentos”, observou o ministro.



      GHT    Antaq
       

 

 

Anuncie PN

 

  Pesa   Assine Portos e Navios
       
       

© Portos e Navios. Todos os direitos reservados. Editora Quebra-Mar Ltda.
Rua Leandro Martins, 10/6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20080-070 - Tel. +55 21 2283-1407
Diretores - Marcos Godoy Perez e Rosângela Vieira