Navalshore 2024

Alerj cria comissão para acompanhar Distrito Indústrial de São João da Barra

deputado Waldeck Carneiro (PT) conseguiu aprovar na quarta-feira (23), no plenário da Alerj, a criação de uma Comissão de Representação para acompanhar os impactos sociais e econômicos envolvendo o Distrito Industrial de São João da Barra, onde está em funcionamento o Porto do Açu, no Norte Fluminense, entre eles, processos incompletos de reassentamento e indenizações. A Comissão será composta por sete membros, ainda a serem definidos. Waldeck acredita que é possível equilibrar a ocupação da área com a atividade industrial em operação junto à produção agrícola tradicional desenvolvida pelas famílias agricultoras.

"O objetivo da Comissão é acompanhar e ajudar a construir uma solução equilibrada e satisfatória de modo a preservar a atividade industrial e, ao mesmo tempo, retomar a atividade agrícola. Aquele polo é muito importante para o desenvolvimento da região Norte e Noroeste Fluminense, entretanto, o projeto representou a expulsão de centenas de agricultores familiares que estavam ali há muito tempo. O processo de reassentamento é conflituoso até hoje, as indenizações das áreas desapropriadas ainda não se completaram e, sobretudo, houve uma ruptura de um trabalho importante ali realizado", sintetiza.

Waldeck explica que quer sistematizar o que a Assembleia já vem fazendo e para isso pretende dialogar com a prefeitura de São João da Barra, a Câmara Municipal e os empreendimentos que estão se desenvolvendo no local.

PUBLICIDADE

MCI


"Já houve, nas legislaturas passada e retrasada, audiências públicas sobre o tema por meio de diferentes mandatos. Desta vez, houve uma reunião organizada pela presidência da Casa que eu coordenei, com a participação da Defensoria Pública do Rio de Janeiro, de representantes da Companhia de Desenvolvimento Industrial do Rio de Janeiro, da Associação dos Proprietários Rurais e de Imóveis do Município de São João da Barra e de especialistas da Universidade Federal Fluminense, e nós decidimos sistematizar a atuação da Assembleia através desta Comissão".

A região do Açu era conhecida pela expressiva produção agrícola que movimentava a economia rural do estado. Estima-se que 1,5 mil famílias foram atingidas com a implantação do porto.



      GHT    Antaq
       

 

 

Anuncie PN

 

  Pesa   Assine Portos e Navios
       
       

© Portos e Navios. Todos os direitos reservados. Editora Quebra-Mar Ltda.
Rua Leandro Martins, 10/6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20080-070 - Tel. +55 21 2283-1407
Diretores - Marcos Godoy Perez e Rosângela Vieira