Navalshore

Exportações de carne bovina em junho caem em relação a maio

Em maio foram exportadas 181.138 toneladas de carne in natura e processadas. Em junho de 2021, as vendas ao exterior atingiram 165.644 toneladas. Os preços do produto brasileiro se valorizaram no mercado internacional e a receita no mês subiu de US$ 837 milhões em 2021 para US$ 1,45 bilhão em 2022, aumento de 37%.

Em comparação a junho de 2021, o sexto mês de 2022 apresentou vendas 176.455 toneladas, crescimento de 6,5%, informou a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), que compilou os dados fornecidos pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia.

Com esse resultado, o acumulado do primeiro semestre de 2022 encerrou com uma movimentação de 1.090.017 toneladas contra 880.006 toneladas no primeiro semestre do ano passado, elevação de 24%. Já a receita passou de US$ 4,085 bilhões em 2021 para US$ 6,245 bilhões em 2022, alta de 53%.

PUBLICIDADE

Incatep


A China continua sendo a grande impulsionadora destes resultados: no primeiro semestre de 2021 comprou 401.577 toneladas e, no mesmo período de 2022, importou 544.069 toneladas (+ 35%), aumentando sua participação nas exportações brasileiras do produto de 45,6% para 49,9%. Na receita do semestre, as vendas para a China subiram 86%, passando de US$ 1,972 bilhão em 2021 para US$ 3,682 bilhões nos primeiros seis meses de 2022.

Os Estados Unidos também continuam elevando suas importações e se transformaram no segundo maior cliente do país: no primeiro semestre de 2021 compraram 42.482 toneladas e no de 2022 foram 97.924 toneladas (+ 130%), aumentando sua participação na movimentação total de 4,8% em 2021 para 9% em 2022.

O terceiro maior cliente foi o Egito, com alta de 227% nas suas importações que passaram de 21.870 toneladas em 2021 para 71.648 toneladas em 2022. O quarto lugar entre os compradores foi ocupado por Hong Kong, que reduziu suas aquisições de 117.445 toneladas em 2021 para 51.432 toneladas em 2022. No quinto lugar está o Chile, com 39.825 toneladas importadas em 2021 e 35.620 toneladas em 2022 (-10,6%).

A sexta posição é das Filipinas, saindo de 29.300 toneladas no ano passado para 26.148 toneladas neste ano (- 5,9%). Na sétima posição vieram os Emirados Árabes, com compras de 21.836 toneladas em 2021 e 26.148 toneladas em 2022 (+ 19,8%). Israel ficou em oitavo lugar, com importações de 14.914 toneladas no ano passado e 22.461 toneladas neste ano (+50,06%). No total, 109 países aumentaram sua movimentação no semestre enquanto outros 43 reduziram.


    GHT     Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios