Terminais cobram fiscalização

ABTL reconhece avanços em normas, mas aponta falta de controle sobre ‘ship-to-ship’, principalmente no Norte

• A Associação Brasileira de Terminais de Líquidos (ABTL) cobra mais fiscalização em operações ship-to-ship (STS), em especial na região Norte. A entidade alega que os terminais associados operam de forma organizada, enquanto existem casos de operações STS sem fiscalização. A associação relata práticas irregulares em barcaças fundeadas a poucos metros de instalações portuárias, o que desestimula investimentos em tancagem e em terminais. O presidente da ABTL, Carlos Kopittke, afirma que os terminais de líquidos realizam investimentos pesados em infraestrutura e em segurança, além de cumprir exigências de mais de 20 órgãos nacionais e estrangeiros. 

Restrito a assinantes


      GHT    Antaq
       

 

 

Anuncie PN

 

  Pesa   Assine Portos e Navios
       
       

© Portos e Navios. Todos os direitos reservados. Editora Quebra-Mar Ltda.
Rua Leandro Martins, 10/6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20080-070 - Tel. +55 21 2283-1407
Diretores - Marcos Godoy Perez e Rosângela Vieira