MSC

Capitania Fluvial do Pantanal forma mais 27 aquaviários

A Marinha do Brasil, através da Capitania Fluvial do Pantanal, formou mais uma turma do curso de Formação de Aquaviários (CFAQ II e III-F). Na solenidade de formatura dos 27 novos aquaviários, realizada na tarde de quinta-feira, 6 de agosto, estavam presentes o comandante do 6º Distrito Naval, Contra-Almirante Domingos Sávio Almeida Nogueira e do Capitão dos Portos, Capitão-de-Fragata Robério da Silva Cavalcante. A cerimônia aconteceu no prédio recém-inaugurado de Ensino Profissional Marítimo, na ladeira Cunha e Cruz, em Corumbá.
O curso, que teve duração de 2 meses com 325 horas/aula, proporciona capacitação gratuita para aquaviários e ajuda a abastecer o mercado da navegação com profissionais qualificados e regularizados. Durante este período, os participantes recebem aulas sobre procedimentos emergenciais, de segurança e sobrevivência em embarcações. São 18 disciplinas, entre práticas e teóricas, ministradas por profissionais qualificados, professores contratados e coordenados por uma pedagoga. Todos os 27 formandos desta última etapa já receberam o documento expedido pela Capitania Fluvial do Pantanal que os autoriza a trabalhar em embarcações nas águas do principal rio da planície pantaneira, o rio Paraguai.
O forte potencial de navegação e mercado turístico aquecido foram um dos pontos ressaltados pelo contra-almirante Domingos Sávio Almeida Nogueira. Durante a formatura dos novos aquaviários, o comandante do 6º Distrito Naval frisou que o Curso de Formação CFAQ-II e III-F é uma “grande oportunidade para o crescimento profissional. Todos devem aproveitar esse momento para aplicar o que apreenderam e buscar sempre aprimorar. Somos abençoados com o rio Paraguai e também com as riquezas minerais, que são transportadas pela hidrovia”.
A Capitania dos Portos convidou empresários dos setores turísticos e de navegação para participarem da solenidade de formatura. O intuito é proporcionar que os empregadores saibam da existência de profissionais qualificados aptos a trabalhar no setor. “A Capitania dos Portos mantém contato com os empresários, eles (Capitania) nos procuram para verificar quais tipos de mão-de-obra qualificada estamos precisando e oferecem os cursos. É um laço estreito e necessário”, afirmou Geraldo dos Santos Veríssimo Júnior, representando a Acert (Associação dos Empresários do Turismo de Corumbá). O empresário reforçou que os cursos CFAQ-II e III-F são de suma importância para abastecer as empresas do turismo com profissionais qualificados, porém há necessidade de que estes trabalhadores busquem sempre o aprimoramento, para que turistas e visitantes recebam atendimento de qualidade.
Entre os formandos, a colombiana naturalizada brasileira, Edilsa Garzon há 11 meses no Brasil, agora possui o documento de identidade (RG) e carteira de aquaviária e vai em busca de seu sonho. “Sinto que nasci para a navegação. Quero ser marinheira, sempre quis. Agora estou à procura de um emprego e pronta pra trabalhar”, contou. Enivaldo Sampaio, conhecido como “Bolacheiro” já trabalha em embarcações há 15 anos, para ele o curso representa a garantia do emprego. “A Capitania dos Portos cobra este documento e agora terei orgulho em mostrar. Apesar do tempo de serviço aprendi muito no curso, como os termos técnicos que antes não sabia”, comentou.
O Assessor da Qualidade, Capitão-de-Corveta (T) Jose Aderaldo de Miranda Souza, responsável pela qualidade do Ensino Profissional Marítimo salientou que a Capitania esta buscando a satisfação da comunidade aquaviária mediante um atendimento de excelência às suas necessidades. “Nosso objetivo mais próximo é a Certificação do Ensino Profissional Marítimo, com foco na qualificação aquaviária e controle da habilitação dos aquaviários”.
O Capitão dos Portos, Capitão-de-Fragata Robério da Silva Cavalcante, reforçou a necessidade da documentação em dia para todos os tripulantes das embarcações. “A empresa só é autorizada a utilizar o barco, navio ou qualquer tipo de embarcação quanto toda a tripulação possui o documento expedido pela Capitania, caso não tenham o proprietário pode receber multas”.

Fonte: MS Notícias

 

PUBLICIDADE

Ecobrasil




Praticagem

   ATP    GHT    abtp
       

Hidroclean

 

 

Países Baixos

 

  Pesa   Assine Portos e Navios
       
       

© Portos e Navios. Todos os direitos reservados. Editora Quebra-Mar Ltda.
Rua Leandro Martins, 10/6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20080-070 - Tel. +55 21 2283-1407
Diretores - Marcos Godoy Perez e Rosângela Vieira