MSC

ATP e Antaq assinam acordo para promover a cooperação técnica nos terminais privados

Entidades firmaram parceria durante o 29º CooperaPortos, no Porto do Açu, Rio de Janeiro

A Associação de Terminais Portuários Privados (ATP) e a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) oficializaram, na segunda-feira (3), um acordo para esforço conjunto de ações voltadas ao crescimento das atividades dos portos organizados e instalações portuárias de Terminais de Uso Privado (TUPs). O presidente da ATP, Murillo Barbosa, assinou o protocolo de intenções durante a abertura do 29º CooperaPortos.

O Cooperaportos é um evento de referência nacional em gestão ambiental portuária e foi criado em 2000, por meio de termo de cooperação técnica entre a Antaq e os portos do Brasil, mas ainda não era efetiva a presença dos TUPs.

PUBLICIDADE


De acordo com o protocolo assinado, o objetivo é reunir “esforços necessários para promover o desenvolvimento de projetos e ações”, além do intercâmbio de informações e de boas práticas entre as diversas empresas e entidades do setor portuário do Brasil, área acadêmica e órgãos públicos.

As ações englobam as áreas de governança, gestão de qualidade, gestão ambiental, gestão de saúde e segurança do trabalho, responsabilidade social, operações portuárias, pesquisa, desenvolvimento e inovação. A atuação conjunta também tem como foco o ESG, sigla em inglês relacionada a boas práticas ambientais, sociais e de governança.

“A sustentabilidade é um tema especial para a ATP, e o intercambio intenso que proporcionamos entre os TUPs, via comitê, é essencial. O termo de cooperação vai estimular uma série de ações e indicadores importantes. Quero agradecer aos idealizadores do Cooperaportos, à Antaq e ao Porto do Açu, que dedica 40 Km² à preservação ambiental e agora investe em energia limpa. Então, nada mais propício do que esse exemplo”, disse Barbosa.

O diretor-geral da Antaq, Eduardo Nery, ressaltou a importância dos TUPs para o setor portuário. "Para nós, o ingresso dos TUPs vai agregar muito ao CooperaPortos, pois os terminais são exemplos de inovação em sustentabilidade, que é um tema fundamental para a nossa agência", afirmou.

No país em que os portos foram responsáveis por 98,1% do total de exportações em toneladas no ano passado, a ATP reúne 31 empresas associadas e congrega 61 Terminais de Uso Privado (TUPs), que respondem por 60% da movimentação portuária brasileira.



Praticagem

   ATP    GHT    Oceanpact
       

Hidroclean

 

 

Países Baixos

 

  Pesa   Assine Portos e Navios
       
       

© Portos e Navios. Todos os direitos reservados. Editora Quebra-Mar Ltda.
Rua Leandro Martins, 10/6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20080-070 - Tel. +55 21 2283-1407
Diretores - Marcos Godoy Perez e Rosângela Vieira