MSC

Kepler Weber alcança R$ 500 milhões em receita no quarto trimestre de 2023

Companhia registrou R$ 1,5 bi de receita em 2023 e entra 2024 com carteira melhor que o início do ano passado

A Kepler Weber (KEPL3) fechou o quarto trimestre de 2023 com R$ 502,2 milhões em receita líquida, permanecendo praticamente estável em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. Foi o melhor resultado entre os trimestres do ano de 2023. Ao longo do ano, a empresa atingiu R$ 1,5 bi de receita, o segundo melhor resultado já alcançado, ante R$ 1,8 bi do ano anterior, marcado pela supervalorização de commodities e considerado excepcional.

A empresa destaca, em mensagem ao mercado, que a trajetória de retomada de vendas foi solidificada no último trimestre, que fechou com o melhor desempenho do ano.

PUBLICIDADE


"A performance de 2023, marcada por desafios e conquistas, manteve a Kepler como referência no setor, impulsionada por resultados robustos e uma visão estratégica de crescimento e sustentabilidade", diz trecho do comunicado.

O EBITDA do trimestre ficou em R$ 117,2 milhões, com margem de 23,3%, uma redução de 6.8 pontos percentuais em relação ao mesmo período de 2022. No ano, o EBITDA foi de R$ 336,7 milhões, redução de 38,6% em comparação com o acumulado de 2022 (R$ 548,2 milhões), e margem de 22,3%, 7.9 menor.

"Mesmo diante de um cenário de queda nos custos de commodities, retração da renda do produtor rural e taxas de juros em patamares elevados, que arrefecem as vendas e a rentabilidade, a companhia conseguiu manter uma margem EBITDA saudável, o que demonstra resiliência e o adequado posicionamento estratégico de 2023", afirma o relatório.

O lucro líquido no trimestre ficou em R$ 94 milhões, com margem de 18,7%. No ano, a lucratividade foi de R$ 245,2 milhões e margem de 16,2%.

O Retorno sobre o Capital Investido (Roic) em 12 meses foi de 44,2%, uma redução de 59,6 pontos percentuais em relação a 2022.

"Ao projetarmos 2024, vislumbramos um cenário favorável embora cientes dos desafios. O clima adverso em algumas regiões e os preços moderados das commodities agrícolas são fatores que demandarão nossa atenção", afirma o comunicado, que destaca a pressão causada sobre o agronegócio pelo déficit de armazenagem e aponta oportunidades de negócios com a queda dos juros e financiamentos públicos.

A Kepler Weber também reporta ao Mercado que constatou uma virada de carteira superior neste início de 2024 em comparação ao registrado no começo de 2023.

Entre as áreas de negócio da companhia, Portos e Terminais e Reposição e Serviços se destacaram.

Reposição e Serviços

Com receita líquida de R$ 88,3 milhões no trimestre, o segmento cresceu 32,8% ante os R$ 66,5 milhões do igual período do ano anterior. No ano, a receita foi de R$ 271 milhões, contra R$ 211 milhões de 2022, um crescimento de 27,9%.

A Kepler Weber destaca que o resultado alcançado é parte da estratégia de proximidade com os clientes, que inclui a abertura de novos Centros de Distribuição (CD) pelas principais regiões agrícolas do Brasil, a agilidade na entrega e a sinergia da equipe de vendas. A empresa também ressalva que a área de negócio passou a consolidar, entre março e dezembro, os resultados da Procer, líder em tecnologias para armazenagem de grãos. Portanto, a Receita Líquida ajustada pelos efeitos da consolidação da aquisição (sem considerar a Procer) mostraria um aumento de 5,9% e 8,4% sobre o 4T22 e acumulado de 2022, respectivamente.

Portos e Terminais

O segmento registrou receita líquida de R$ 31,7 milhões no quarto trimestre, volume 5,7% maior que os R$ 30 milhões do mesmo período de 2022. No ano, o crescimento foi de 90,7%, passando de R$ 49,6 milhões para R$ 94,6 milhões.

A companhia diz que o setor foi impulsionado pelo aumento no comércio global e expansão da cadeia de suprimentos. A Kepler Weber também informa uma venda de R$ 35,8 milhões para um porto no Maranhão, com capacidade para 180 mil toneladas. "Esse projeto reforça nosso posicionamento no escoamento da produção agrícola do Arco Norte do Brasil, o que certamente fomentará novos negócios na região", diz o comunicado.

Fazendas

A área de negócio responsável por atender os agricultores brasileiros atingiu receita líquida de R$ 151,2 milhões no quarto trimestre de 2023, ante os R$ 153 milhões do mesmo período de 2022. No ano, a receita foi de R$ 487 milhões, 25,8% menor que os R$ 656,1 milhões do período anterior, como parte dos impactos provocados pela queda de remuneração dos produtores.

Apesar disso, a Kepler Weber sinaliza para a retomada das vendas a partir do terceiro trimestre, e informa R$ 82 milhões em vendas para grandes e médios produtores. As obras contemplam propriedades da Goiás, Bahia, Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Paraná, com três projetos, "demonstrando a retomada de negócios de produtores rurais do Estado".

Agroindústrias

O segmento fechou o quarto trimestre com receita de R$ 198,8 milhões, maior trimestre em faturamento do ano. Na comparação com igual período de 2022, quando registrou R$ 207,3 milhões, houve queda de 4,1%. Em comparação com o trimestre anterior, a companhia reporta aumento de 28,9%.

"Este resultado foi impactado por investimentos em aumento de capacidade de armazenagem de cooperativas, sendo que uma unidade do Mato Grosso do Sul agregou uma receita líquida de aproximadamente R$ 70 milhões", destaca o documento.

Ao longo do último trimestre, a Kepler Weber diz ter vendido ampliações de cinco obras de uma cooperativa no Paraná. Os R$ 37,8 milhões devem influenciar os resultados da companhia ao longo do primeiro semestre.

Negócios Internacionais

Com receita líquida de R$ 32,2 milhões, a área de negócio fechou o quarto trimestre com redução de 28,8%, no comparativo com R$ 45,2 milhões registrados no mesmo período de 2022. No ano, a receita atingiu R$ 111,3 milhões, 34,8% menos que o ano anterior, quando somou R$ 170,6 milhões.

"A redução de receita é reflexo, principalmente, da crise hídrica que castigou os dois maiores players da carteira de exportação da Companhia (Paraguai e Uruguai). Já a Colômbia vem enfrentando questões políticas levando a redução dos investimentos", afirma o documento.

Mesmo com este cenário, a companhia informa três vendas, somando R$ 21 milhões, para países da América do Sul. O faturamento deve impactar os resultados ao longo do primeiro semestre.

Mercado de Capitais

A liquidez média diária da Kepler Weber registrou aumento de 43,5% na média diária em dezembro de 2023, atingindo R$ 20 milhões. No mesmo mês de 2022 era de R$ 14 milhões. Os papeis da companhia valorizaram 8,6% em dezembro de 2023, no comparativo com o mesmo mês de 2022.



Yanmar

      GHT    Antaq
       

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios
       
       

© Portos e Navios. Todos os direitos reservados. Editora Quebra-Mar Ltda.
Rua Leandro Martins, 10/6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20080-070 - Tel. +55 21 2283-1407
Diretores - Marcos Godoy Perez e Rosângela Vieira