Great Ocean

Leilão de terminais portuários prevê R$ 600 milhões no dia 9

Nesta quarta-feira (7), o Ministério da Infraestrutura abre mais uma rodada de leilões, com total de 28 ativos do Governo Federal que serão repassados à iniciativa privada. Os contratos devem render mais de R$ 10 bilhões em investimentos nos próximos anos, sendo R$ 600 milhões com a concessão de cinco terminais portuários.

Chamada de Infra Week, a série de leilões do setor de logística e transportes será realizada na Bolsa de Valores B3. O primeiro será voltado à concessão de 22 aeroportos à gestão da iniciativa privada. Na quinta, será a vez de um trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). Na sexta, serão leiloados cinco terminais portuários, sendo quatro no Porto de Itaqui (MA) e o outro no Porto de Pelotas (RS).

Esses terminais se somam a outros 20 leiloados desde 2019 e 69 contratos de terminais de uso privado. Nesse setor, já foram contratados R$ 10 bilhões, de acordo com o Ministério da Infraestrutura.

“Os investimentos representam mais do que orçamento anual do próprio Ministério, O setor será uma alavanca para a retomada dos empregos”, disse o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Até 2022, serão R$ 260 bilhões contratados em parceria com o setor privado, quase 40 vezes o orçamento do Minfra hoje.


TMSA


Entre 2019 e 2020 foram celebrados contratos de R$ 44 biilhões em investimentos em 41 ativos e geração de R$ 13,4 bilhões em outorgas. “A outorga não é o objetivo, mas é usada para fazer investimento cruzado em ferrovias, para amortecer riscos em concessões de ferrovias e rodovias”, disse o ministro.

Segundo Freitas, o programa não visa a arrecadação, mas a geração de investimentos. “Pelas metodologias disponíveis do Banco Mundial e do BNDES, temos quantidade grande de empregos diretos, indiretos e gerados pelo efeito renda”, explicou, ao garantir que já foram criados 659 mil postos de trabalho com as privatizações iniciadas em 2019.

A ideia do governo, explica o ministro, é transferir para a iniciativa privada mais de 50 ativos este ano, começando com os 28 previstos na Infra Week, dos quais 22 aeroportos, cinco terminais portuários e a Ferrovia de Integração Oeste-Leste, somando R$ 10 billhões de contratações.

Na sequência, vêm BR-153 Tocantins, BR-163-Pará, Nova Dutra, BR-381-Minas, 262-ES, STS 08 e 08-A no Porto de Santos (dterminais líquidos da Alemoa), privatização dos portos de Santos e Vitória e mais 16 aeroportos. A ideia é contratar, até o final de 2022, mais de R$ 260.

Daniel Sonder, CFO da B3, que organiza o leilão na Bolsa de Valores, comentou que esta semana é uma prova que os projetos de infraestrutura estão avançando com consistência e que os investidores seguem interessados em trazer capital privado para o país. “Nosso compromisso é que cada projeto seja transparente para a sociedade, atrativo para os investidores e bem sucedido para clientes do setor público, seja governo federal, agências reguladoras, estados e municípios”, disse ele.

Mais seis leilões agendados para este semestre, nos setores de infraestrutura urbana, rodovias, saneamento e transmissão de linhas de energia.


Marintec Navalshore




Hidromares

Assine o Notícias do dia

Catálogo da Indústria Marítima

Priner fundo transp Terlogs
  Mampaey     Assine Portos e Navios

  Catálogo da Indústria Marítima

 

 

  Anuncie PN

 

Tche Digital

 

 

Marintec Navalshore

 

Sinaval   Abratec