Great Ocean

Portaria inteligente de Capuaba começa a funcionar

O Porto de Vitória deu início às operações da Portaria Inteligente de Capuaba, de forma assistida. A nova portaria de caminhões que acessam a margem de Vila Velha conta com oito gates (4 de entrada e 4 de saída), equipados com balanças para verificação de peso e sistema para leitura das placas dos veículos.

Segundo o gerente de T.I do consórcio Ergos Fornort, Weslley Sbizera, o objetivo da Portaria Inteligente é controlar a operação de forma automatizada, ganhando segurança e agilidade. Dentre os destaques tecnológicos da nova portaria, está o sistema Optical Character Recognition (OCR), que por meio de câmeras que contam com visão noturna, se tornou possível capturar imagens com alta qualidade.

Além disso, a portaria, que integra o programa Cadeia Logística Portuária Inteligente (CLPI), desenvolvido pela Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários (SNPTA), do Ministério da Infraestrutura (MInfra), conta com outra grande vantagem: a redução da fila de caminhões. De acordo com o coordenador de Gestão e Programação Portuária (Cogpro), Leandro Cota de Lima, “o maior ganho é a agilidade na pesagem dos veículos, que fará com que a fila de espera para o acesso à margem de Vila Velha seja reduzida de forma considerável”, argumentou.

O presidente da comissão fiscal da CLPI, João Luiz Zaganelli, afirmou que o início do funcionamento da portaria foi um sucesso. “O sistema já está funcionando perfeitamente. A operação assistida terá a duração de 6 meses, tempo necessário para possíveis ajustes e integrações com os sistemas da Codesa”, comemorou.


Rimac


Segurança

Somado à diminuição das filas dos caminhões que acessam Capuaba, outro fator importante na implantação da Portaria Inteligente é a segurança dos veículos e cargas. Segundo o coordenador de Segurança de Navios e Instalações Portuárias (Cosnip), Reroldi Monteiro, a tecnologia aplicada pelo programa reduz qualquer possibilidade de fraude. “Teremos agentes da Guarda Portuária no local a todo momento, 24h por dia, tanto nos gates da portaria, fiscalizando a segurança e trânsito, quanto no Centro de Controle de Operações da CLPI.

O projeto contou com a participação das coordenações de Obras e Manutenção (Codman), na execução; Tecnologia da Informação (Coinfo), no acompanhamento da instalação tecnológica; Gestão e Programação Portuária (Cogpro), no auxílio da programação dos navios; e, de Segurança de Navios e Instalações Portuárias (Cosnip), na segurança do perímetro, todas sob orientação da Diretoria de Operações e Infraestrutura da Codesa.





Cash Computadores

Dragabras

Assine Portos e Navios

Priner fundo transp Terlogs
  Mampaey     Assine Portos e Navios

  Antaq

 

 

  Sobena

 

Tche Digital

 

 

Catálogo da Indústria Marítima

 

Sinaval   CBO